Páginas

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Bando sequestra ônibus, invade casa e mata homem


 

Ônibus sequestrado

Bando composto por nove homens encapuzados tomou de assalto o ônibus que faz linha para a capital

Bandidos encapuzados executam comerciante, dentro de sua própria casa, de madrugada, em Viseu, isso, após terem rendido o motorista do ônibus da Boa Esperança, obrigando-o a levá-los até o local do crime, com todos os passageiros em pânico, dentro do coletivo.
O bando composto por nove homens encapuzados e trajando roupas com estampas de camuflagem tomou de assalto o ônibus que faz linha para a capital, por volta de 03h40, de terça-feira, 17, na entrada para a comunidade de Limondeua, a três quilômetros da sede do município. Rendida, a tripulação apavorada e o motorista sob a mira de um revólver, cumpriu a ordem de retornar à cidade, mais precisamente à praça da Matriz, onde renderam os vigias da residência do comerciante Louro. Após frustradas tentativas de entrar na casa, dispararam vários tiros, quebrando vidraças do imóvel, enquanto os moradores da redondeza se acordavam com o tumultuo na madrugada.
Insatisfeito, o bando obrigou o motorista a seguir até a travessa Tiradentes, 509, onde morava o comerciante Manoel Lélis Ferreira, 40 anos, que não escapou da fúria dos bandidos. De acordo com testemunhas que preferem o anonimato, na segunda parada, os bandidos usaram vários passageiros como escudo para então cortarem o cadeado da casa de Lélis com um tesourão apropriado e entrar no imóvel, onde encontraram o dono no banheiro, onde foi alvejado com dois tiros, sendo um nas costas e o outro no peito.
Depois dos disparos, parte dos bandidos entrou no ônibus e a outra, no carro da vítima. Os bandidos deixaram o coletivo na entrada da cidade, seguindo na picape L200, de cor prata, abandonada há 20 km da sede do município, o que levou o sargento Castelo, da Polícia Militar, a suspeitar de que sejam criminosos do próprio município. “Eles também sabiam que a esposa da vítima se chama Joana”, completou o policial. Além do mais, esta não é a primeira vez que esse tipo de crime com enredo cinematográfico acontece em Viseu. Em 2012 assaltantes fizeram isso com um motorista da mesma empresa, obrigando-o a levá-los, com o coletivo cheio de passageiros, até o supermercado do Louro, rendido e roubado pelo bando.
O motivo do crime ainda é desconhecido. Entretanto, segundo a família e amigos de Lélis, a vítima havia sofrido uma tentativa de assalto recentemente na BR-308, onde escapou dos meliantes atropelando-os com o seu próprio veículo. Após o ocorrido, Lélis revelou saber quem eram os bandidos que tentaram assaltá-lo. Juntamente com Louro, também já atingido, passou a fazer campanha acirrada contra a bandidagem em Viseu. Mediante a determinação de Lélis e Louro, que era conhecida no município, onde ambos são nomes de destaque no comércio e, ao ataque aos dois, em circunstâncias tão pitorescas e ao mesmo tempo muito semelhantes, levanta-se a hipótese de vingança e rixa, o que leva à investigação dos mesmos bandidos envolvidos no assalto do ano passado ao supermercado de Louro.
O corpo de Manoel Lélis Ferreira foi levado para necropsia no Instituto Médico Legal, em Castanhal, e será velado em Viseu.
Fonte: Diário do Pará

0 comentários:

Postar um comentário