Páginas

sábado, 28 de setembro de 2013

Valmir Climaco de Aguiar e Sueli Aguiar estão inelegíveis por oito anos


Foi decretado pela juíza de direito,  titular da 34ª zona eleitoral, Vanessa Ramos Couto a perda dos direitos políticos do ex-prefeito Valmir Clímaco de Aguiar e também da ex-vereadora  Sueli Aguiar os declarando inelegíveis a contar da eleição de 2012.

Neste termo Valmir Clímaco, só poderá se candidatar a alguma coisa a partir do ano de 2020.


O Ministério Público Eleitoral ajuizou uma ação judicial eleitoral contra Valmir Clímaco de Aguiar e Sueli Aguiar por abuso de poder de autoridade praticado na campanha eleitoral de 2012. Onde os mesmos eram candidatos aos cargos de prefeito e vice-prefeita de Itaituba, dessa forma a juíza acatou ação ajuizada pelo  Ministério Publico Eleitoral.


Afirmando também que estes praticaram conduta vedada, porquanto Valmir Clímaco autorizou o uso de fotografias com  sua imagem nas capas dos  carnês bem como imagens sua e obras da administração municipal, e ainda o logo tipo com o bordão “Governo do Trabalho”

Como Sueli Aguiar, estava fazendo parte da chapa majoritária sendo vice de Valmir nas eleições também foi sentenciada com a perda dos seus diretos políticos.  


Na sentença a juíza Vanessa Ramos Couto declarou que, Ante o Exposto, resolvendo os méritos do processo nos termos art. 269, I, do Código de Processo Civil, Julgo Procedente o pedido e, por conseguinte, declaro a inelegibilidade dos representado Valmir Climaco de Aguiar e Sueli Aguiar nos 8 (oito) anos subsequentes  às Eleições Municipais de 2012.


0 comentários:

Postar um comentário