Páginas

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Jovem é assassinada com tiro na nuca


Daisy Moura

Ednilton Costa, foragido
Até o fechamento desta matéria, a polícia ainda não tinha colocado atrás das grades o vigilante Ednilton Medeiros Costa, 27 anos, natural de Parauapebas, acusado de ter matado com um tiro na nuca a jovem Daisy Zaque Moura, de 15 anos de idade.
O assassinato ocorreu por volta das 5 horas da madrugada da última sexta-feira (27), na Rua 11, Bairro Cidade Nova, Parauapebas.

De acordo com o que apurou a reportagem na Delegacia de Polícia, a adolescente Daisy Moura seguia numa mota em companhia de dois amigos (Maiqson Machado da Silva, o “Max”; e Maurício) na Rodovia PA 275 em direção ao hospital municipal para visitar uma pessoa amiga vítima de acidente.

Antes de dobrar à direita para pegar a Rua 11, o piloto da motocicleta, “Max”, fez dois disparos com o cano de descarga da moto, em movimento, no exato momento em que o vigilante Ednilton Costa passava no local, fato que deixou o acusado irritado.

À polícia, Maiqson Machado contou que fez os dois disparos na descarga da moto, um antes e outro após ultrapassar a outra moto, porque reconheceu o amigo Darlan Alves Vieira, conhecido por “Leôncio”, que trafegava na garupa da moto conduzida por Ednilton Costa.

Segundo ainda Darlan Vieira, o vigilante se irritou com os disparos e saiu em perseguição à motocicleta que transportava Max, Daisy e Maurício, chegando a trafegar numa rua na contramão.

Ao encontrar com o trio, ainda de acordo com Darlan Vieira, o vigilante efetuou três disparos de revólver em direção ao trio, um dos quais atingindo a nuca da adolescente, que chegou a ser socorrida e levada ao hospital municipal, de onde foi transferida para o Hospital Regional de Marabá, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. (Vela Preta/Waldyr Silva)

0 comentários:

Postar um comentário