Páginas

sábado, 26 de outubro de 2013

Mãe denuncia agressão a filho dentro de escola em Santarém

A mãe de um menino de seis anos foi à polícia na manhã desta sexta-feira (25), e declarou que o filho foi agredido por outros estudantes dentro da escola municipal Santo André, no bairro Santo André, em Santarém, oeste do Pará. O menino contou à mãe que dois estudantes o agrediram, e afirmou ainda que sempre fazem isso.

Segundo a mãe, a direção da escola a chamou na manhã de quinta-feira (24), após a professora do menino perceber que ele estava com hematomas na boca. A professora explicou que não estava na sala de aula quando a agressão ocorreu. “Foi uma hora que eu sai da sala e vim aqui na cozinha, quando eu voltei eles tinham brigado. E sempre acontece essas coisinhas dentro da sala. Essas discussões entre alunos. Ele  não é comportado. Sai da cadeira dele e vai bater nos coleguinhas, e tem colega que revida”, conta a professora Jucicléia de Arruda.

De acordo com a mãe, esta é a terceira vez que o garoto aparece com hematomas. Ela afirmou que nunca fez nada porque a direção da escola pedia a ela que não denunciasse, pois a instituição prometia que iria adotar as providências necessárias.

A diretora da escola informou à equipe de reportagem da TV Tapajós que não sabia o que tinha acontecido, mas garantiu que vai chamar os pais dos envolvidos. “Nós estamos tendo conhecimento agora desse fato, e vamos tomar providências porque nós sempre procuramos conversar com nossos professores para nos deixarem cientes. Como eu falo para nossos pais, ‘do portão para dentro, a responsabilidade é nossa’. E às vezes na frente da família ele [aluno]  se  porta de uma maneira, e dentro da sala de aula de outra”, afirma a diretora da escola, Nádia Duarte.

De acordo com o delegado responsável pela Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), Luís Paixão, a mãe registrou Boletim de Ocorrência e o garoto passará por exame de corpo de delito nesta sexta-feira (25). O caso será investigado.

O G1 Santarém entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e aguarda posicionamento sobre a situação.

Fonte: G1 Santarém

0 comentários:

Postar um comentário