Páginas

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Defesa Civil divulga áreas de risco de desastres naturais no Pará

 


Imagem o Liberal
Por: G1 Pará
Órgãos responsáveis pelo monitoramento e prevenção de desastres naturais e enchentes divulgaram as áreas de risco do Estado do Pará. Segundo a Defesa Civil do Estado, o sudeste paraense está entre as regiões mais afetadas pelos desastres naturais nos últimos 10 anos.

Essa estatística inclui o município de Parauapebas, onde existe risco de deslizamentos. A região sudoeste, como Itaituba Altamira, além de 14 municípios do Baixo Amazonas, têm histórico de enchentes, erosões e deslizamentos.
Os dados foram revelados durante a apresentação do plano de contingência de desastres hidrológicos de 2014, em Belém. O plano de contingência faz parte de um projeto ainda maior. É o Plano Nacional de Gestão de Riscos e respostas aos desastres naturais.
Para isso, o Governo Federal conta com a colaboração de estados e municípios para mapear as áreas de risco e assim tentar reduzir os impactos dos desastres na população. O Serviço Geológico do Brasil também divulgou os dados de dois anos de pesquisas.
Em 2013 foram identificados 30 municípios paraenses em situação de alto e muito alto risco. De acordo com a pesquisa, quase 85 mil pessoas ocupam áreas de inundação, de várzea, que deveriam estar preservadas.
Para 2014, seis municípios já estão programados para fazer parte do estudo. Abaetetuba não possui Defesa Civil do município, mas foi incluída após o deslizamento das margens do rio Maratauíra no início de janeiro.
Para a Defesa Civil, ainda é um desafio convencer a população a sair das áreas de risco. “A gente tem tentado levar essa consciência, até mesmo para as escolas. Para que as pessoas comecem a ter noção do que é viver em área de risco", afirma o capitão William Silva, da Defesa Civil Estadual.

0 comentários:

Postar um comentário