O povo é que sofre com as picuinhas dos políticos


As picuinhas e vaidades pessoais da política paraense continuam se sobrepondo aos interesses da coletividade e, por causa das birras políticas, a população é quem sofre as consequências.
Um caso clássico dessas desavenças é a emenda apresentada pelo deputado federal Chapadinha, para a compra dos equipamentos da Unidade de Pronto Atendimento de Itaituba (UPA).
A emenda foi direcionada para a secretaria de saúde do estado, porque o deputado e a ex-prefeita Eliene Nunes não se davam bem, e o resultado disso é, que até agora, os recursos não foram utilizados e nem há prazo para a compra desses equipamentos, porque a licitação foi cancelada.
Por conta disso o prefeito, que quase chega às vias de fato com o secretário de saúde do Jatene, justamente por causa da demora na compra dos equipamentos, deve estar ainda mais irritado, pois sem esses equipamentos  não há como a Unidade de Pronto Atendimento funcionar.
Todo esse imbróglio poderia ter sido evitado se os políticos tivessem deixado de lado questões menores e se preocupassem um pouco mais com o bem-estar da população.
Essas picuinhas políticas não acontecem somente no interior, pois, na capital os tucanos estão todos arrepiados com as birras do governador Simão Jatene que escolheu para a sua sucessão um candidato fora do ninho tucano (o presidente da ALEPA, Márcio Miranda).
Essa decisão vem causando mal-estar na cúpula do partido. Além disso, Jatene também anda às turras com o seu vice Zequinha Marinho, por conta dos projetos políticos pessoais que se conflitam.
Enquanto os dirigentes do estado atritam, os interesses da população  ficam em segundo plano.
Jornalista Weliton Lima, Focalizando, 15/03/18

Comentários

Postagens mais visitadas